Além de um inconveniente social, capaz de causar constrangimentos durante estadas em hotéis, viagens longas de avião ou ônibus, e capaz até de obrigar casais que se gostam a dormirem separados, o ronco noturno representa também um risco à saúde e até mesmo à vida de quem ronca.
Entre os sintomas comuns estão:
Sintomas Físicos
  ·Ronco Alto
  ·Hipersonolência diurna
  ·Sono agitado, geralmente insuficiente (não reparador)
  ·Hipertensão arterial (pode ser apenas matinal)
  ·Arritmia cardíaca
  ·Cefaléia matinal
  ·Noctúria
  ·Impotência sexual
  ·Refluxo gastroesofágio noturno

O ronco noturno, normalmente denominado Apnéia Obstrutiva do Sono, é causado pela obstrução à passagem do ar pela faringe durante a respiração devido a compressão exercida pelo véu palatino e a base da língua naquela região.
Os tratamentos para tal condição incluem cirurgias reparadoras e cauterizações na úvula, colocação de implantes no palato mole, uso de respiradores elétricos, etc.
Sintomas Psicológicos
• Irritabilidade
• Mudança de personalidade
• Depressão
• Redução da capacidade intelectual
• Dificuldade de concentração
Outro tratamento bastante utilizado e de comprovada efetividade é o uso de posicionadores mandibulares: são aparelhos intra-orais confeccionados pelo dentista que visam "empurrar" a mandíbula para frente e assim desobstruir a região faringea. Estes aparelhos podem ser prescritos pelo cirurgião-dentista
Livre trânsito do ar pela orofaringe
Trânsito do ar interrompido pelos tecidos moles da região posterior da boca
Exemplo de parelho reposicionador da mandíbula.
A Ciência do Sorriso
TRATAMENTO DO RONCO NOTURNO E APNÉIA OBSTRUTIVA